Escolas sanitizadas são mais seguras


O retorno das aulas nos modelos híbridos durante a pandemia exigiu a adoção de diversas medidas de segurança por parte da administração, professores e alunos.


A sanitização fortalece a segurança do lugar, pois tem efeito letal sobre bactérias, fungos, vírus e ácaros. A sanitização é mais uma ação prevista pelos órgãos de saúde, durante a pandemia.


O procedimento de desinfecção é feito com isolamento das áreas e abrange tetos, paredes, pisos, vidros, móveis, utensílios, livros, mesas, balcões, armários, arquivos, prateleiras, persianas, aparelhos de climatização, maçanetas, interruptores, botoeiras e demais superfícies de contato.


As áreas externas recebem o produto sanitizante em locais como corrimões, bancos, superfícies metálicas, botoeiras, interruptores, maçanetas e demais superfícies de contato.


O procedimento deve ser realizado em um intervalo de pelo menos três meses.

A equipe ECOSTAR foi amplamente treinada para esse procedimento e está pronta para visitar sua escola e realizar a sanitização, com produtos autorizados e regulamentados pela Anvisa.